Perspectivas 08.13.2018

It Takes More than Money to Fund Resilience

By Kimberly Seigel

Como gerente de conhecimento de pesquisa da nossa empresa, estou sempre buscando aprender mais sobre como se preparar para um futuro resiliente. Recentemente, participei de um workshop no Bay Area Metro Center em design resiliente, amplamente definido como o projeto intencional de edifícios e comunidades para a sobrevivência, recuperação e estabilidade em face das mudanças climáticas. A sala de conferências, repleta de cidadãos preocupados, funcionários públicos, especialistas em finanças e urbanistas ansiosos para aprender sobre a interseção de resiliência e finanças. Aglomerando-se em torno de uma mesa, eu tornei-me agudamente consciente da carga no ar. Os participantes estavam famintos por recursos, parcerias e conhecimento. Rapidamente, a oficina educou os participantes sobre como financiar o design resiliente. Mas, após uma reflexão mais profunda, também revelou um movimento crescente que defende ações interdisciplinares e recompensa diversas equipes de projetos.

Este encontro ofereceu uma oportunidade para fazer check-in e entender a linha de base atual, e também explorou como a comunidade de design pode contribuir para este movimento global. Enquanto a discussão focada em projetos específicos da Califórnia e fontes de financiamento, as lições apresentaram aplicabilidade universal. Com eventos extremos em ascensão e como nós barril em direção a um “Hothouse Earth“, mais dinheiro está sendo alocado para mitigação de desastres e esforços de adaptação. De recursos federais como Anúncio recente concessão de HUD de $28000000000 para apoiar a recuperação de desastres a longo prazo em nove Estados, Porto Rico, e as Ilhas Virgens americanas, para os esforços estaduais e regionais, como a Califórnia Prop 68 e o Medida regional da Bay Area 3, um grande grupo de dinheiro público está se tornando disponível para ajudar a financiar os esforços de resiliência. Esta é complementada pelo crescente número de mecanismos de financiamento privados.

O workshop reforçou a ideia de que o financiamento existe, mas os participantes também aprenderam que a obtenção de acesso pode ser envolto em burocracia complexa e política. Para destilar o simples do complexo, Shalini Vajjhala de Re: os sócios do foco ofereceram este Conselho salient: “Pergunte quem perde o dinheiro ou quem é impactado se o projeto não acontece.”

Ela também sugeriu que as equipes de design devem procurar beneficiários que dobram como uma fonte de financiamento, que tem o bônus adicional de iniciar relacionamentos comerciais não tradicionais. Eu vi isso como incentivo para conectar os pontos, mesmo quando os pontos vivem em diferentes planos geométricos.

Design resiliente, muito parecido com todos os projetos no ambiente construído, requer financiamento. Furthermore, it uniquely demands collaborative relationships and cutting-edge research, something the Perkins&Will community is well-equipped to tackle. Last fall, the RELi project rating system was adopted by the USGBC as their official resilient design standard. Perkins&Will was integral to creating this system and, not coincidentally, Perkins&Will is home to the world’s first RELi Accredited Professionals. RELi emboldens design teams to take a panoramic approach, consider risk adaptation and hazard preparedness, and design for community cohesion. As such, our designers proactively approach project discussions from a holistic framework that seeks to integrate expertise from many perspectives.

Complementary to this holistic design approach is our mission of shaping practice-informed research for a research-informed practice. Our nine research labs examine a broad spectrum of topics related to the built environment, from how humans experience their surroundings to the future of urban mobility to the latest advances in building technology. With research and curiosity already being a part of Perkins&Will’s DNA, we’re even better positioned to “connect the dots” for resilient design projects. I left the Bay Area Metro Center that day imbued with both urgency and relief that we’ve already joined the movement.

For more information on ongoing research at Perkins&Will, please visit research.perkinswill.com.